sexta-feira, 26 de maio de 2017

Mulheres protagonistas na História do Brasil

Por muito tempo invisibilizadas (pois os discursos hegemônicos eram produzidos pelos homens), as mulheres fizeram, sim, parte da história do Brasil. Seus protagonismos ocorreram em diferentes áreas profissionais, das artes, das ciências e no ativismo político-social. 
O Ebook para download gratuito “A memória feminina: Mulheres na história, história de mulheres”, resultado de uma parceria entre o Instituto Brasileiro de Museus/MINC e a Fundação Joaquim Nabuco/MEC, intermediada pelo Museu da Abolição, conta um pouco dessa história - sobre elas e feita por elas. 



sábado, 20 de maio de 2017

Memória, patrimônio e ensino de história

O evento Memória, patrimônio e ensino de história se realizará no Colégio de Aplicação da UFSC nos dias 29 e 30 de maio de 2017 e contará com mesas e conferências ministradas por professores de diferentes universidades. 


terça-feira, 9 de maio de 2017

III Escola de Pós-Graduação da SOLCHA

A III Escola de Pós-Graduação da SOLCHA acontecerá entre os dias 24 a 27 de outubro de 2017 no Centro Universitário de Anápolis (UniEVANGÉLICA), Anápolis, Estado de Goiás, Brasil. O evento terá como instituições organizadoras o Centro Universitário de Anápolis, a Universidade Estadual de Goiás e a Universidade Federal de Santa Catarina. 

Se você é estudante de Pós-Graduação e sua pesquisa dialoga com a História Ambiental, a submissão está aberta até 
30 de maio de 2017, veja como participar:

domingo, 7 de maio de 2017

Negros no Sul do Brasil

Publicado há mais de duas décadas, o livro Negros no sul do Brasil permanece atual. A coletânea abriga textos sobre as famílias negras, os cultos afro-brasileiros, o trabalho de afrodescendentes, o racismo e a invisibilidade dos negros, entre outros. A organizadora, Ilka Boaventura Leite, é professora no Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFSC e pesquisadora com larga experiência na área. 


Veja abaixo o link para download da obra.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Seminário Internacional sobre História do Tempo Presente em Floripa

Acontece de 25 a 27 de outubro na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), em Florianópolis, o III Seminário Internacional de História do Tempo Presente. O evento vai contar com ótimas conferências e mesas redondas, e simpósios temáticos para apresentação de trabalhos sobre diversas abordagens da História do Tempo Presente. Veja mais abaixo: 

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Escravidão, doenças e práticas de cura no Brasil

Divulgamos o link para download grátis do livro Escravidão, doenças e práticas de cura no Brasil, organizado pelos professores Tânia Salgado Pimenta e Flávio Gomes (2016). A obra é fruto do projeto de pesquisa financiado pelo CNPq/Fiocruz.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

História das agriculturas no mundo

Divulgamos link para download gratuito da obra "História das agriculturas no mundo".


O livro, de autoria dos professores franceses Marcel Mazoyer e Laurence Roudart, foi traduzido e publicado pela Editora da UNESP e Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural do Ministério do Desenvolvimento Agrário (NEAD-MDA), em 2009. 
Segundo o engenheiro agrônomo Felipe Gavioli (2011), o livro se inscreve nos denominados Estudos de Agricultura Comparada, e se propõe a traçar, por meio de um recorte histórico que cobre 10.000 anos do neolítico às formas de agricultura industrial contemporâneas, as transformações dos sistemas agroalimentares, e, por conseguinte, das próprias civilizações.

Os autores advogam que, atualmente, a agricultura encontra-se em uma crise, ocasionada precisamente pela coexistência de distintas formas de exploração dos ecossistemas cultivados. De um lado, há uma minoria de agriculturas industrializadas, mecanizadas e subsidiadas, em concorrência direta com a ampla maioria das agriculturas manuais, realizadas em solos desgastados e sobre pequenas áreas. Este conflito se dá na arena do mercado internacional, onde as agriculturas modernizadas conseguem exportar para países em desenvolvimento alimentos baratos o suficiente para desestruturar suas próprias agriculturas, de base camponesa.

Como solucionar o descompasso entre diferentes “heranças agrárias” da humanidade, em um mercado cada vez mais globalizado e desregulamentado? A resposta a esta complexa questão é discutida no livro, e os autores apontam para o caminho do reconhecimento das diferentes agriculturas praticadas, com o fortalecimento dos sistemas camponeses menos eficientes. Esta orientação adquire ainda mais relevância no cenário atual, de crise generalizada da agricultura industrial e redescobrimento das agriculturas tradicionais não só como produtoras de alimentos, mas também como mantenedoras dos territórios e das culturas rurais, e guardiãs da agrobiodiversidade, em uma afirmação de sua multifuncionalidade. 
  
Trechos da resenha do livros, publicada por Felipe Gavioli na Revista Diálogos (2011). 

Para o download do livro, clique AQUI

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

A vida do solo - Filme de Ana Primavesi (1968)

Divulgamos um verdadeiro achado, que ficou perdido na poeira do tempo, mas que, felizmente, foi redescoberto. Trata-se do filme A vida do solo, realizado entre 1963 e 1968, no Instituto de Solos e Culturas da Universidade de Santa Maria (UFSM), pelo casal de Engenheiros Agrônomos Artur e Ana Primavesi. 

Felizmente essa pérola didática sobre o estudo dos solos foi restaurada e agora está disponível no Youtube

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O silêncio da mídia sobre a memória das ecologistas gaúchas

A coragem alheia de Magda Renner que o jornalismo tanto usou.


Ou: O insulto à memória das pioneiras ecologistas do RS


Magda Renner, ambientalista (1926-2016)

Por ANDRÉ PEREIRA*

Fora do estado (RS) nos últimos dias, fiquei pasmo ao me informar sobre o lacônico registro da morte de Magda Renner, na terça- feira, dia 11 de outubro, nos meios de comunicação comerciais gaudérios.

O Correio do Povo sequer noticiou.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Pecuária familiar no Rio Grande do Sul

Foi publicado pela Editora da UFRGS, por meio da Série Estudos Rurais, o livro “Pecuária familiar no Rio Grande do Sul: história, diversidade social e dinâmicas de desenvolvimento”



Abaixo, veja o link para download.

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

A reprodução do racismo - Lançamento de livro

Divulgamos o lançamento do novo livro do professor Karl Monsma (Sociologia - UFRGS), A reprodução do racismo: Fazendeiros, negros e imigrantes no oeste paulista, 1880-1914.


segunda-feira, 11 de julho de 2016

Dossiê sobre Meio Ambiente e Ensino de História

Divulgo chamada de artigos para compor o dossiê que estou organizando para a Revista do LHISTE (Laboratório de Ensino de História e Educação da UFRGS ), disponível no SEER UFRGS.

Meio ambiente na aula de História: Interações entre ensino de história, história ambiental e educação ambiental
Construção da Transamazônica. Revista Realidade, 1971.

sábado, 9 de julho de 2016

Entrevista com historiador Nelson Sanjad - Museu Goeldi

Abaixo divulgamos o vídeo da entrevista realizada pela professora Regina  Horta Duarte (UFMG), editora da Revista Varia História, com o pesquisador do setor de documentação do Museu Goeldi, professor Nelson Sanjad. 

Sanjad fala sobre sua pesquisa com a farta documentação sobre as exposições internacionais em que o Estado do Pará participou, no início do século XX, e em especial o papel do diretor do Museu Goeldi na época, o botânico suíço Jacques Huber (1867-1914). Nessas exposições, elementos da natureza Amazônica (madeiras, minérios, espécimes da flora) eram apresentados numa narrativa que dava sentido a representações positivas do Brasil, o que não correspondia à realidade do país.

Seção de madeiras do Brasil, na exposição de Turim, 1911. Imagem retirada de Sanjad (2016, Varia História 31).

segunda-feira, 13 de junho de 2016

As libertadoras da América

Mulheres nas independências da América latina

Juana Azurdy, Bolívia

A temática das independências tem importância capital na historiografia latino americana do século XIX, que estudou os fatores externos e internos que levaram à emancipação dos diferentes países, exaltando os "heróis" que lideraram esse processo, tidos como "libertadores", como Simon Bolívar, José de San Martín, Miguel Hidalgo e José Maria Morelos, entre outros. São sempre  destacados os homens que comandaram exércitos, assinaram acordos, enfim, na maior parte dos estudos, mesmo os mais atuais, são eles os protagonistas das independências. Infelizmente, as principais obras sobre o tema quase não fazem referência à participação política feminina nesses eventos. 

terça-feira, 10 de maio de 2016

Evento "Meio ambiente e desenvolvimento"

Divulgamos evento de história ambiental a realizar-se em São Paulo, dia 24 de maio de 2016. 

Vejam abaixo as informações e como participar:


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...