Filmes

Felizmente, é possível encontrar na internet filmes muito bons sobre temas ambientais.
Aqui vão os links para alguns deles, documentários que tratam questões bastante polêmicas envolvendo sociedade e natureza. Vale a pena conferir e pensar a respeito:

O mundo segundo a Monsanto




Documentário produzido junto com o livro de mesmo título pela jornalista francesa Marie-Monique Robin, que realizou extensa pesquisa sobre a história da Monsanto, principal fabricante de organismos geneticamente modificados (OGM), cujos grãos de soja, milho e algodão se proliferam pelo mundo, apesar dos alertas de ambientalistas.



Belo Monte, anúncio de uma guerra


Documentário independente filmado ao longo de 3 expedições à região do rio Xingu, Altamira e arredores, São Paulo e Brasília. Apresenta imagens e fatos reveladores sobre a maior e mais polêmica obra em andamento no Brasil.


O Veneno está na Mesa


O Brasil é o país do mundo que mais consome agrotóxicos: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública. O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para os cidadãos, que consumem os produtos agrícolas. Só quem lucra são as transnacionais que fabricam os agrotóxicos. A idéia do filme é mostrar à população como estamos nos alimentando mal e perigosamente, por conta de um modelo agrário perverso, baseado no agronegócio.

O veneno está na mesa 2




Globalização Milton Santos 



O mundo global visto do lado de cá, documentário do cineasta brasileiro Sílvio Tendler, discute os problemas da globalização sob a perspectiva das periferias (seja o terceiro mundo, seja comunidades carentes). O filme é conduzido por uma entrevista com o geógrafo e intelectual baiano Milton Santos, gravada quatro meses antes de sua morte.


Ilha das Flores


Excelente curta com crítica ácida sobre a sociedade de consumo atual. 


Home - O mundo é a nossa casa


Documentário produzido pelo jornalista, fotógrafo e ambientalista francês Yann Arthus-Bertrand no ano de 2009. Inteiramente composto de imagens aéreas de vários lugares da Terra.
Foi filmado em vários estágios devido à extensão das áreas retratadas. Levando cerca de 18 meses para ser completado, o director Yann Arthus-Bertrand, um operador de câmera, um engenheiro de câmera e um piloto voaram em um pequeno helicóptero através de várias regiões em cerca de 50 países. O filme em português está dividido em 8 partes.

Lutzenberger: Forever Gaia


Filme de Frank Coe e Otto Guerra sobre o Ambientalista Jose A. Lutzenberger. Aborda a vida e obra do ecologista José Lutzenberger (Lutz) de forma lúdica ao mesmo tempo em que apresenta as principais ideias deste ativo pensador.

Toxic: AMAZÔNIA 

Filme sobre o casal de seringueiros e ambientalistas José Cláudio Ribeiro e Maria do Espírito Santo, que foram assassinados em 2011 no Pará, na Amazônia.

Como não é do YouTube, vai o link:



Mudanças no clima




Documentário produzido pelo Greenpeace.

Secas extremas, inundações, furacões.... Pessoas que perderam suas casas, suas plantações, seus animais, sua fé. Essa é a realidade enfrentada por brasileiros em diversas regiões do País. A causa? As mudanças do clima. Apesar de muita gente ainda achar que aquecimento global é coisa de cinema ou que só acontecerá daqui a muitas gerações, um documentário onde o Greenpeace mostra que tudo isso já é, infelizmente, uma realidade. 

ESPECIAL:
Filmes de ADRIAN COWELL

Chico Mendes: eu quero viver


Direção: Adrian Cowell e Vicente Rios - Parte da série "A década da destruição", de Adrian Cowell
Com registros feitos entre 1985 e 1988, a equipe acompanhou Chico Mendes na organização dos seringueiros em defesa da floresta, no nascimento da Aliança dos Povos da Floresta e na luta pela demarcação das primeiras Reservas Extrativistas na Amazônia. Mostra, ainda, a trama armada para seu assassinato e as repercussões no Brasil e no mundo. 
Documentário em 4 partes.

A destruição do índio: Carnaval da violência

Parte 1

Parte 2

Parte 3


Documentário mostra a realidade dos povos indígenas nativos do lago Titicaca (localizado entre Bolívia e Peru), a condição de extrema-pobreza destes, a perda da fé na Igreja e a influência de idéias socialistas revolucionárias, o que deu origem á guerrilha maoísta - o Sendero Luminoso (ou Caminho Luminoso). 
*Programa exibido em dezembro de 2011 no Canal Brasil, provavelmente não será re-exibido. Dirigido por Adrian Cowell. Em 3 partes no You Tube.

The tribe that hides the man




O Crenacarores são uma tribo indígena vivendo na floresta da bacia amazônica do Brasil que conseguiram fugir das câmeras e tripulantes que acompanham os irmãos Villas Boas durante a sua tentativa de fazer o primeiro contato com essas pessoas hostis e totalmente desconhecidas. A busca pela Crenacarores presta-se a um estilo de documentário que usa as convenções do cinema narrativo, desdobrando-se a ordem cronológica de eventos, ao construir a tensão e suspense da pesquisa: por exemplo, tiradas subjetivas são utilizadas para dar a impressão de que como é para ser visto, por olhos invisíveis em uma selva hostil. Algumas das cenas são encenadas claramente, ajudando a reconstruir os eventos e as tensões da pesquisa.


Nas cinzas da floresta



A partir da construção da BR 364 em Rondônia e estradas vicinais que a ligavam, este filme de Adrian Cowel e Vicente Rios traça um panorama abrangente, apresentado pelo ambientalista gaúcho José Lutzenberger, de como a política do governo brasileiro para a ocupação da Amazônia na década de 80 levou à degradação de enormes áreas de floresta neste Estado.



Um comentário:

  1. Ótimas dicas de filmes. Muito bom seu blog.
    Maria Lúcia
    Joinville/ SC

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...